Amor e Ódio

Você que nem olha para mim
Você que nunca me diz "Oi"
Você que não se interessa em saber como estou
Você que também não me escreve
Nem telefona.

Que tipo de idiota devo ser?
Gostar de alguém que ao menos se importa.
Eu odeio gostar de você
Odeio seu jeito de me tratar
Odeio como retribui meus recados
Odeio quando finge que se importa
Eu odeio gostar de você.

Amor e ódio,
São o que sinto por você.
Como gostar tanto de você
E lhe odiar ao mesmo tempo
Nem eu mesma sei o porquê.

Queira ao menos que olhasse pra mim,
E me dissesse como foi o seu dia
Ou se, simplesmente, fosse capaz de me dar um sorriso distante

Todos os dias,
Sou forçada a ir pelo caminho escuro
Pensando no porque de não ser merecedora
De um simples segundo da sua atenção.
Acho que nunca saberei
Nem você será capaz de entender.

No instante quando perceber
Que jamais irá me ver outra vez,
Vamos saber qual de nós
Eternamente irá sofrer.


[Quarta-feira, 23 de Abril de 2008]

5 Comentários

Borboleta azul disse...

Entendo todo o sentimento que esta sob forma de palavras nesse poema, pois descreve com perfeição o que estou sentindo! Parabéns pela sensibilidade!

Gisela Cardelli disse...

Obrigada pelo comentário e pela visita, @Borboleta azul.
Entendo, e espero que você possa superar esta fase ^^

larissa disse...

Esse poema conbina comigo.

Leonilde disse...

Amei esse poema pois fala da minha vida e dos meus sentimentos

Fran disse...

Exatamente o que se passa em minha vida
lindo profundo que toca na alma de quem ja sofreu ou sofre por um amor muito lindo muito triste

Postar um comentário

Regras para seu comentário:

* Todos os comentários são lidos e moderados;
* Quer linkar seu blog? Use a opção Open ID
(Não tem um blog? Utilize Nome/URL e linke seu Orkut, Facebook...);
* Seu comentário precisa ter relação com o post;
* Evite comentar em miguxês;
* Para outros assuntos entre em Contato.

Não seja anônimo, quero conhecer meus leitores!
...Faça uma blogueira feliz, comente ^^